AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

Dados do IBGE indicam que no final do ano passado a taxa de desemprego no país superava os 14%, o que significa um contingente superior a 14 milhões de brasileiros sem ocupação. Ao mesmo tempo, o mercado de trabalho está aquecido, atento à recuperação da economia, e, de acordo com um estudo da consultoria Deloitte, 44% das empresas projetam aumento no quadro de funcionários neste ano, o que proporcionará a recomposição de parte dos postos de trabalho perdidos na crise de 2020.

Para tornar mais fácil a tarefa de encontrar o candidato com o perfil ideal para essas vagas, já se tornou comum a utilização de inteligência artificial, e não só pelas grandes companhias. Um exemplo das mudanças que ocorrem nesse mercado é a startup Goowit, da capital de São Paulo, que une IA e people analytics para a recolocação de profissionais. O formato adotado se baseia em uma rede social de recrutamento com mais de 250 mil usuários cadastrados, criada por meio de parcerias com empresas como Linkedin e Udemy.

O objetivo é fazer a ligação entre o candidato e a empresa que abre a vaga, por meio de um algoritmo e de uma ferramenta de IA que recebeu o nome de Sherppy. “Além da inteligência artificial, temos um chatbot que é o nosso mentor virtual de carreira para os profissionais. E utilizamos people analytics para a análise preditiva dos candidatos, a fim de que as empresas já saibam como é o comportamento deles antes de contratar”, explica Deibson Silva, CEO da Goowit.

A análise comportamental é o que orienta a escolha. O candidato a um emprego se cadastra gratuitamente na plataforma e responde a um questionário, para a determinação do que a Goowit chamade soft skills – ou seja, as habilidades comportamentais e competências difíceis de avaliar à primeira vista. Além disso, são analisados aspectos como valores e objetivos, que devem ser os mesmos do empregador. Do outro lado, as empresas pagam um valor mensal para divulgar as vagas abertas, com as características desejadas.

A plataforma foi lançada em 2019 e, até agora, já foram recolocados mais de 1 mil profissionais. A expectativa é de que esse número cresça bastante neste ano, e para isso a startup promove ações como a Jornada da Empregabilidade, que em novembro de 2020 divulgou cerca de 135 mil vagas de trabalho, e mantém em sua plataforma o #VagasPeloBrasil, que investiga e armazena propostas de todo o país.

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas