AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) firmou um contrato com a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na Paraíba, para a realização de estudos sobre cibersegurança nas redes de telecomunicações na rede 5G, envolvendo também dispositivos de internet das coisas. As pesquisas se iniciarão nos primeiros meses de 2022, com recursos de R$ 3,183 milhões e tempo de execução de 20 meses.

De acordo com a área técnica da Anatel, a escolha da UFCG se deve à tradição da universidade em estudos na área de tecnologia e à existência de recursos como o Virtus – Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação, vinculado ao Centro de Engenharia Elétrica e Informática da instituição federal. O Virtus desenvolve projetos de inovação tecnológica e participará diretamente da pesquisa, que terá a coordenação técnica dos professores Edmar Gurjão e Danilo Santos, da Unidade Acadêmica de Engenharia Elétrica (UAEE).

“Serão abordadas áreas como a segurança para IoT em 5G, a camada de virtualização de serviços e redes, os impactos da segurança 5G nos serviços em nuvem e a camada física de transmissão, entre outras áreas. Como o tema segurança cibernética é muito amplo, o projeto foi organizado em pacotes de investigação, e o objetivo é que cada um analise aspectos específicos dentro do seu escopo, sempre de modo coordenado”, explicou Danilo Santos. Também trabalharão no estudo pesquisadores de outras instituições, entre as quais o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O professor Santos lembrou que a tecnologia 5G deverá consolidar o conceito de sociedade hiperconectada, ao permitir que um número bem maior de dispositivos fique ligado às redes com mais capacidade de armazenamento e mais qualidade. “O 5G vai ser um dos principais vetores de desenvolvimento tecnológico no país nos próximos anos. Agora, com essa parceria com a Anatel, esperamos fomentar cada vez mais a UFCG como um dos principais centros de inovação e colaboração científica no país, fortalecendo nosso papel como universidade e dando retorno à sociedade, além de permitir que os nossos estudantes tenham mais acesso a novos conhecimentos e experiências”, disse.

Pesquisa terá recursos de R$ 3,1 milhões/ Divulgação UFCG

Mais populares

09/08/2022

Febraban Tech começa hoje em São Paulo

Leia mais
16/12/2021

Conheça o lado cinza dos marketplaces

Leia mais
08/08/2022

Ferramenta com IA mostra zonas de risco para mulheres

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
10/08/2022

Exoesqueleto melhora os movimentos de vítimas de AVC

Leia mais
break

Notícias Relacionadas