AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

O risco de contágio pelo coronavírus mudou uma série de hábitos das pessoas e, com a chegada do Natal, deverá comprometer também o tradicional encontro das crianças com Papai Noel nos shopping centers do país. Porém, um consolo para esse público especial poderá vir da tecnologia, por meio de uma solução criada pelas empresas Velip e PlanXP, especializadas em sistemas de inteligência artificial, que lançaram uma campanha pela qual as crianças terão acesso a um Papai Noel virtual.

O contato será feito por videoconferência, em uma URL criada especialmente para o projeto, por celular, computador ou tablet. As crianças conversarão com um avatar e depois receberão por SMS a gravação da mensagem, para ficar como lembrança.

De acordo com um comunicado das duas empresas, a ideia é mostrar como a inteligência artificial e o processamento da linguagem natural podem ser aplicados em campanhas de interação com um “humano digital”, a partir da utilização de personagens em ambientes de diálogo real e interativo. Para a criação do Papai Noel virtual e o ambiente de videoconferência com as crianças foram utilizados recursos de IA para a criação dinâmica de elementos humanos digitais, vozes, imagens e vídeos.

De acordo com Carlo Gigel, diretor da Plan Marketing, foi escolhido um modelo humano, que participou da gravação de várias cenas, com diferentes mensagens, para que a criança tenha uma experiência realista. A computação em nuvem é usada para hospedagem e execução da aplicação e para a coordenação, armazenamento e transmissão por web e demais canais digitais. “O resultado é um Papai Noel muito humano, com feições e gestos impressionantes”, afirmou.

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas