AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

A Nice Actimize acaba de anunciar uma nova versão da plataforma Integrated Fraud Management (IFM-X), que oferece recursos avançados de detecção de fraudes digitais, com base em inteligência artificial e aprendizado de máquina. De acordo com a empresa israelense, a ferramenta foi criada sob medida para as instituições financeiras que oferecem canais desenvolvidos no modelo de open banking e fornece respostas em tempo real, com cobertura abrangente.

A IFM-X, segundo a Nice, oferece recursos de aquisição de dados que permitem às instituições financeiras aproveitar o grande volume de informações críticas disponíveis para o gerenciamento avançado de fraudes corporativas. O sistema utiliza a tecnologia Always On AI e proporciona às operadoras financeiras a capacidade de lidar com fraudes recém-criadas, a partir da utilização de modelos de adaptação constante que barram novas ameaças.

“As empresas do setor financeiro precisam de recursos avançados de dados e automação para apoiar sua jornada de digitalização, de forma que se mantenham competitivas e forneçam experiências ideais ao cliente”, disse Craig Costigan, CEO da Nice Actimize. “Novos fatores estão influenciando as estratégias das instituições financeiras, como a confiança em soluções especializadas na prevenção de fraudes, que garantem cobertura escalonável em um ambiente cada vez mais complexo. A plataforma IFM-X, baseada em IA, foi projetada para atender a essas necessidades em tempo real”, acrescentou.

A nova versão da IFM-X promete recursos como análise aberta baseada na nuvem X-Sight AI, com inteligência de dados e insights em uma única plataforma nativa, para a detecção de fraudes em tempo real. Também proporciona fácil integração de dados, com a triagem e as investigações concentradas na empresa, para permitir uma visão abrangente para a tomada de decisões mais rápidas e assertivas.

As fraudes digitais se tornaram uma das grandes preocupações em todo o mundo e, de maneira geral, registraram forte crescimento neste ano, impulsionadas pela pandemia. Uma pesquisa recente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) mostrou que, desde março, as instituições financeiras constataram um aumento de 80% nas tentativas de ataques de phishing, iniciados por meio de e-mails com vírus ou links que direcionam a sites falsos. De acordo com Isaac Sidney, presidente da entidade, os bancos já estão investindo em torno de R$ 2 bilhões por ano em tecnologias antifraudes, o que corresponde a 10% dos gastos totais com TI.

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas