AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

A rede de supermercados Metro, que possui mais de 750 lojas em 25 países, começou a testar uma tecnologia que já mostrou ser uma ajuda importante na redução do desperdício de alimentos no atacado e no varejo. Trata-se de um sistema de inteligência artificial desenvolvido pela startup Wasteless que reduz automaticamente os preços dos produtos perecíveis à medida que se aproximem da data de validade. Como resultado, uma grande quantidade de mercadorias deixa de ir para o lixo e, ao mesmo tempo, o consumidor economiza na compra.

Por meio de uma parceria com a NX-Food e a EIT Food, os testes iniciais estão sendo feitos em lojas na Polônia com a marca Makro, que pertence à Metro, com a expectativa de que o sistema seja implantado em toda a rede varejista. Será um passo enorme para a disseminação da tecnologia da Wasteless, que já vem sendo usada em supermercados menores, mas nunca em escala tão grande. De acordo com a startup, a ferramenta de IA consegue reduzir em pelo menos 40% o desperdício de alimentos, resultado que pode aumentar para 80% com o refinamento do sistema por meio do aprendizado de máquina.

Fundada em 2017, com sede em Tel Aviv, Israel, e escritórios em Nova York, Londres e Amsterdã, a Wasteless (“sem desperdício”, em tradução livre) dedica-se ao desenvolvimento de tecnologias capazes de reduzir o efeito estufa. “Os clientes do Metro gastarão menos ao comprar de forma mais sustentável e, para os gerentes das lojas, a solução é uma evolução nos sistemas de controle de estoques. Trabalhar com um líder de mercado global como o Metro é uma grande vitória para nós. Ainda mais importante, é uma grande vitória para o meio ambiente. Fala-se muito em sustentabilidade nos negócios, mas isso só funciona se também for lucrativo”, disse Oded Omer, CEO da Wasteless.

Veronika Pountcheva, diretora de responsabilidade corporativa do Metro, concorda com a ideia: “Em 2016, nós nos comprometemos a reduzir pela metade o desperdício de alimentos em nossas operações até 2025. Quando se trata de abordar o impacto ambiental e, ao mesmo tempo, melhorar a lucratividade, vemos um alto potencial na tecnologia Wasteless. Estamos ansiosos para lançar o teste na Polônia para entender como os clientes e nossas próprias operações se beneficiam”, afirmou.

De acordo com a Wasteless, a redução do desperdício de alimentos é a terceira medida com mais impacto para reverter as mudanças climáticas – cerca de 40% dos alimentos acabam em aterros sanitários, tornando-se um forte emissor de CO2. A startup já recebeu 7 milhões em financiamento e foi premiada no State of Food & Agriculture 2019 da FAO, além de receber o Selo de Excelência da União Europeia como uma solução para impulsionar a economia circular.

Quatro dias de diferença na validade fazem o preço cair 20%/ Divulgação Wasteless

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas