AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

A Fundação Carlos Chagas Filho de Apoio à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj), agência de fomento à tecnologia e à inovação do governo fluminense, lançou no início de dezembro um edital para apoiar as redes temáticas de pesquisas cooperativas de inteligência artificial, com a possibilidade de aplicar até R$ 8 milhões. O objetivo é estimular parcerias entre pesquisadores, universidades, empresas públicas e privadas e órgãos de governo a fim de “posicionar o estado do Rio de Janeiro como um centro de excelência e referência em inovação, frente aos desafios da revolução digital”.

Segundo a Faperj, a iniciativa tem caráter sistêmico, e o financiamento será aplicado nas diferentes fases do processo de desenvolvimento tecnológico e inovação, desde a pesquisa básica até a introdução de bens e serviços no mercado. Um dos alvos do edital é o que a fundação define como um dos principais gargalos do ecossistema de inovação no estado: a desarticulação entre os diferentes atores ligados à inovação.

Jerson Lima Silva, presidente da Faperj, disse que a formação de redes é o modo mais eficaz de evitar a pulverização de recursos e otimizar a interação entre o que há de mais avançado na área de IA. “Especialmente em um mundo alterado pela pandemia, o desenvolvimento de ferramentas de inteligência artificial torna-se crucial. Além disso, esse edital tem a virtude de colocar em sinergia pesquisadores e inovadores, de um lado, e, de outro, a infraestrutura já instalada em instituições como a Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Laboratório Nacional de Computação Científica, entre outras”, explicou.

O edital estabelece que serão apoiadas redes temáticas de pesquisa em projetos com duração de até 24 meses, “que congreguem grupos de reconhecida competência”. A chamada é dirigida a “pesquisadores e lideranças de universidades ou instituições de ensino superior, institutos de pesquisa, empresas públicas e privadas e órgãos de governo, em estrutura federada que faça uso de um sistema de governança integrado por diferentes stakeholders”. Cada rede deve ser composta de pesquisadores de pelo menos três instituições de ciência e tecnologia com currículo Lattes atualizado e um integrante de empresa pública ou privada.

O edital vai distribuir recursos de até R$ 8 milhões para apoiar até três redes, e o orçamento de cada proposta pode chegar a R$ 5 milhões, desde que a soma dos projetos não ultrapasse o teto previsto. As propostas devem ser enviadas online até 7 de janeiro de 2021, com divulgação dos resultados preliminares no dia 21 de janeiro. O processo de avaliação e demais detalhes podem ser conferidos no edital completo divulgado pela Faperj.

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas