AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

Alguns dos principais fabricantes globais de sistemas de computação devem adotar os superchips Grace CPU e Grace Hopper da Nvidia para criar a próxima geração de servidores e turbinar as cargas de trabalho de inteligência artificial e HPC para a era exascale. De acordo com a Nvidia, nessa relação de empresas estão Atos, Dell, Fujitsu, Gigabyte, Hewlett Packard Enterprise, Inspur, Lenovo e Supermicro.

Esses novos sistemas se beneficiam dos recém-anunciados projetos Grace e Grace Hopper na Plataforma Nvidia HGX, que fornece aos fabricantes as ferramentas necessárias para construir sistemas de alto desempenho, com o dobro de largura de banda de memória e eficiência energética. Segundo a empresa, o superchip Grace possui duas CPUs baseadas em Arm, com interconexão NVLink-C2C de baixa latência. Esses recursos de design possuem até 144 núcleos Arm Neoverse de alto desempenho, com extensões de vetor e um subsistema de memória de 1 terabyte por segundo.

Ian Buck, vice-presidente de Hyperscale e HPC da Nvidia, disse que, à medida que a supercomputação entra na era da inteligência artificial exascale, a empresa está se unindo aos parceiros para permitir aos pesquisadores enfrentar grandes desafios que anteriormente estavam fora de alcance: “Por meio de ciência do clima, pesquisa de energia, exploração do espaço, biologia digital, computação quântica e muito mais, os novos superchips formam a base da plataforma mais avançada do mundo para HPC e IA”.

Centros de supercomputação nos Estados Unidos e na Europa estarão entre os primeiros a adotar os superchips. O Laboratório Nacional de Los Alamos, por exemplo, anunciou que o Venado, seu sistema de próxima geração, será o primeiro nos Estados Unidos a incorporar a tecnologia Grace CPU. Construído com o supercomputador HPE Cray EX, o Venado é um sistema heterogêneo que contará com uma combinação de Grace CPU e Grace Hopper e, depois de concluído, espera-se que exceda 10 exaflops de desempenho de IA.

“Ao equipar os pesquisadores do laboratório com o desempenho do Nvidia Grace Hopper, a Venado manterá seu compromisso de ultrapassar os limites das descobertas científicas”, disse Irene Qualters, diretora associada de Simulação e Computação em Los Alamos. “A plataforma de computação acelerada e o ecossistema expansivo estão removendo barreiras de desempenho, permitindo que façamos novas descobertas que beneficiarão a sociedade como um todo”, acrescentou.

Mais populares

09/08/2022

Febraban Tech começa hoje em São Paulo

Leia mais
16/12/2021

Conheça o lado cinza dos marketplaces

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
08/08/2022

Ferramenta com IA mostra zonas de risco para mulheres

Leia mais
10/08/2022

Exoesqueleto melhora os movimentos de vítimas de AVC

Leia mais
break

Notícias Relacionadas