AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

A Espanha leva mesmo a sério a inovação e já criou até mesmo o seu Ministério de Assuntos Econômicos e Transformação Digital, encarregado de acompanhar e aplicar os avanços de tecnologias como digitalização e inteligência artificial e avaliar seus impactos na economia. Agora, em mais uma prova dessa disposição, o país anunciou um orçamento de 4,23 bilhões de euros, perto de R$ 26 bilhões, com a maior parte destinada às áreas de digitalização e telecomunicações em 2021, um valor seis vezes maior do que o previsto para 2020.

O principal objetivo é a implantação da agenda Espanha Digital 2025, que terá 3,7 bilhões de euros para investir na estratégia nacional de inteligência artificial, em conectividade, 5G, cibersegurança, formação digital da população, proteção dos direitos digitais, apoio ao ecossistema de startups e digitalização do setor produtivo e da administração. O orçamento foi apresentado ao Congresso no início de dezembro pelo ministro de Ciência e Inovação, Pedro Duque, e representa o maior investimento direto em pesquisa, desenvolvimento e inovação da história da Espanha.

“Nunca foi tão evidente a necessidade de uma política de ciência e inovação, uma política com o máximo de consenso e longe de partidarismos, porque será essencial para acelerar a recuperação econômica e garantir a prosperidade no longo prazo”, destacou o ministro. Pedro Duque também anunciou o lançamento do Pacto pela Ciência e a Inovação, que inclui o compromisso de financiamento público a agências de promoção de talentos e já conta com o apoio de mais de 40 organizações acadêmicas, científicas, sociais e empresariais da área de pesquisa e desenvolvimento.

De acordo com o ministro, o orçamento foi definido com base em quatro prioridades, a começar pela participação mais intensiva das agências de fomento à ciência e à inovação na transferência de conhecimentos capazes de proporcionar benefícios econômicos e sociais. Também estão na pauta o reforço na contratação de pesquisadores e a modernização das instalações científicas do país e dos laboratórios de desenvolvimento e produção de vacinas. Por último, o governo espanhol vai financiar projetos estratégicos como atendimento médico personalizado e a transformação digital dirigida para o controle das mudanças climáticas.

A iniciativa da Espanha, que é um exemplo para o mundo, segue a tendência que se consolida na União Europeia de investir cada vez mais na digitalização dos serviços públicos essenciais. O bloco europeu, formado por 28 países, criou o Índice de Digitalização da Economia e da Sociedade (IDES), com base em cinco critérios: conectividade, capital humano, utilização de internet, integração das tecnologias digitais e serviços públicos digitais. No IDES de 2020, a Espanha está entre os quatro países com avanços mais significativos.

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
20/01/2022

Os principais ataques cibernéticos no Brasil em 2021

Leia mais
23/06/2022

FEA/USP promove conferência de ciência e negócios

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
break

Notícias Relacionadas