AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por Renato Halt*

A automação industrial vem se mostrando cada vez mais importante e necessária para uma maior eficiência, produtividade e qualidade de produção. Para que consigam alcançar tal êxito, os investimentos em tecnologias inteligentes vêm ganhando espaço e destaque nos mais diversos setores, capazes de transformar toda a cadeira de produção, otimizar o desempenho e, acima de tudo, a assertividade em todos os níveis operacionais.

Vistas nas mais diversas ferramentas e sistemas, essas tecnologias são desenvolvidas para que se adequem às necessidades das indústrias, independentemente do porte ou segmento. Em outras palavras, auxiliam para que consigam se estruturar e rodar de maneira inteligente, por meio das melhores práticas que existem no mercado. Em uma lógica inversa, ao invés das companhias montarem uma tecnologia com base no que acreditam ser necessário, é a ferramenta quem irá identificar essas demandas e, buscar a melhor forma de supri-las por meio da integração de diversas ferramentas.

Como resultado, elas geram processos internos muito mais eficazes, reduzindo custos principalmente provenientes de trabalhos braçais, mais segurança nos processamentos, análise preditiva aliada especialmente ao uso do Big Data nos sistemas e trazendo um importante compliance em sua estrutura. A expectativa, segundo o Instituto de Transformação Digital (DTI) da Capgemini, é de que elas acrescentem até US$ 1,5 trilhão à produção global do setor industrial nos próximos anos.

Em um mercado no qual os ataques virtuais vêm crescendo e invadindo as mais diversas organizações, essas tecnologias se tornam ainda mais indispensáveis para proteger dos dados e evitar fraudes. O armazenamento em nuvem em sistemas homologados é uma das práticas mais utilizadas para este objetivo, reduzindo as chances de invasões, perda de informações e, ainda, diminuindo os custos que envolvem a gestão desses dados.

Quando integradas de forma colaborativa, os próprios consumidores finais irão sentir seus benefícios na entrega de serviços de qualidade. Seja por meio da inteligência artificial, robótica, machine learning ou qualquer outro recurso, para que se tornem fábricas inteligentes, é preciso estar preparado para incorporá-las de maneira organizada e planejada. Todo o time responsável por esse processo deve ter em mente os requisitos necessários e, o que deve ser feito durante o processo.

Ainda, a busca por uma empresa especializada na implantação de tais tecnologias inteligentes é indispensável. Apenas elas terão o conhecimento necessário para guiá-los nessa jornada, com profissionais preparados para tal responsabilidade. Não há como negar o poder e influência da tecnologia na sobrevivência e destaque dos negócios – contudo, a contribuição humana ainda será fundamental para que sejam supervisionadas e gerenciadas, a fim de que consigam transformar e revolucionar a indústria.

*Renato Halt é Cofundador da b2finance, consultoria especializada em BPO – Business Process Outsourcing.

Tags

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
20/01/2022

Os principais ataques cibernéticos no Brasil em 2021

Leia mais
23/06/2022

FEA/USP promove conferência de ciência e negócios

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
break

Notícias Relacionadas