AIoT Brasil BRASIL INTELIGÊNCIA ARTIFICIALE INTERNET DAS COISAS BRASIL

Fechar
A A

Tamanho fonte

Por redação AIoT Brasil

Uma ferramenta de inteligência artificial desenvolvida no Brasil está sendo usada pela Cisco para analisar aspectos comportamentais dos candidatos às vagas da segunda rodada do Programa CiberEducação, que forma profissionais em segurança digital. A solução escolhida para isso foi a plataforma Speck, baseada na tecnologia IBM Watson, que utiliza recursos como psicolinguística para avaliar o perfil dos participantes.

Criada pela Kukac, de Belo Horizonte (MG), a plataforma Speck se baseia no conceito de lifelong learning, ou aprendizado ao longo da vida, para fazer a avaliação socioemocional e cognitiva de um aluno em uma escola ou de um candidato a uma vaga numa empresa, a partir de uma redação e das informações que a própria pessoa fornece. Os recursos de IA interpretam os dados e traçam o perfil do candidato, destacando pontos positivos e negativos.

O Programa CiberEducação Cisco Brasil foi lançado em junho de 2020 e já qualificou 1.000 profissionais. Neste ano, participaram da primeira etapa, em março, mais de 12 mil pessoas, das quais foram selecionadas 1.500 para a fase seguinte, de aprofundamento dos conhecimentos em uma das academias Cisco.

“Com base nos requisitos técnicos e comportamentais calibrados pela Cisco, a plataforma Speck criou um ranking dos candidatos”, explicou Gabriel Bello Barros, líder da Cisco Networking Academy no Brasil. “De forma rápida e automatizada, a Cisco teve acesso aos melhores candidatos, que foram então convidados a participar da etapa final do Programa CiberEducação”, disse

A iniciativa combina os esforços do programa Brasil Digital e Inclusivo (BDI) e da Cisco Networking Academy para criar uma nova geração de profissionais de segurança digital no país e facilitar a inserção no mercado de trabalho, contando com parceiros estratégicos como o Senai Nacional, o Senac Minas Gerais e o Centro Paula Souza, vinculado ao governo do estado de São Paulo. Segundo a Kukac, a Cisco optou pela plataforma Speck “depois de buscar alternativas fora do Brasil”.

Segunda onda do programa começou em março deste ano/Reprodução Cisco

Mais populares

02/06/2022

Inteligência artificial detecta fake news na internet

Leia mais
27/08/2021

Automação doméstica deve crescer 30% no Brasil

Leia mais
13/01/2021

Testamos os recursos tecnológicos do VW Nivus

Leia mais
28/06/2022

Que tal pagar o cafezinho com criptomoeda?

Leia mais
27/06/2022

Como os brasileiros veem as tecnologias wearable

Leia mais
break

Notícias Relacionadas